quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

Pilates e Treino Muscular Inspiratório

O método Pilates surgiu por volta 1914 e foi desenvolvido pelo Alemão Joseph Pilates, que na infância sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Curiosamente ele desenvolveu a técnica durante o período que esteve em campos de concentração. 

Ao estudar métodos para melhor sua condição física, desenvolveu a técnica, hoje difundida no mundo inteiro.

O método garante condicionamento físico podendo ser utilizado como reabilitação ou como alternativa fitness, emagrecimento e definição muscular.

O treino do diafragma pode ser um aliado quando executado durante o exercício de pilates, sabe como?

Realizando o TMI durante a atividade, estabelecemos um ritmo respiratório, fortalecemos o diafragma,  proporcionando ganho de força muscular, estabilidade de coluna vertebral, entre outros benefícios já difundidos em nossa literatura!

Vamos treinar?




créditos: Instituto Vivare
#sejavivare
#treinomuscularinspiratorio
#pilates
#fortalecimentododiafragma

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Treino Muscular Inspiratório e Diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 é a forma de apresentação mais comum da doença. Em torno de 90% dos casos possuem esse diagnóstico.
Ele surge quando o organismo não consegue usar de forma correta a insulina que produz ou o organismo não produz a quantidade suficiente de hormônio para conseguir controlar a glicemia.
Fatores genéticos podem desencadear essa patologia, mas comumente ocorre quando há obesidade ou má alimentação.
Os fatores de risco são:
- Idade acima de 45 anos;
- Obesidade ou sobrepeso;
- Pré-diabetes;
- Baixo níveis de colesterol HDL;
- Alto consumo de álcool;
- Hipertensão.

Entre os exames comuns para diagnóstico estão: glicemia em jejum, hemoglobina glicada, curva glicêmica.
Entre as indicações de tratamento estão:
- Exercícios físicos;
- Controle de dieta;
- Controle de ingestão de álcool;
- Medicamentos.

Você sabia que o treino muscular inspiratório pode te ajudar?

De acordo com o estudo realizado pelo Laboratório de Pesquisa em Fisiopatologia do Exercício e Divisão Cardiovascular do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e Departamento de Medicina da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, pacientes portadores de diabete tipo 2 podem apresentar fraqueza muscular inspiratória.
O treinamento aumenta significadamente a função muscular inspiratória.

Acesse o link e confira:
 https://www.powerbreathe.com/blog/2016/03/09/inspiratory-muscle-training-in-type-2-diabetes-with-inspiratory-muscle-weakness/

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Treino Muscular Inspiratório e Refluxo Gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é uma patologia comum no Brasil, cerca de 10 a 20% da população adulta apresentam essa doença. 
Ela caracteriza-se pelo retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, causando uma inflamação e sintomas muito incômodos, tais como: azia, dores, podendo evoluir para quadros mais graves como: úlceras, estenose e disfagia.
Você sabia que o treino muscular inspiratório pode te ajudar? 
Estudo publicado Am J Physiol Gastrointest Liver Physiol  em 2013nos mostra que treinar os músculos respiratórios melhoram a motilidade do esôfago, diminuindo o relaxamento do esfíncter inferior e diminuição dos sintomas, que são tão incômodos aos portadores dessa patologia.
Veja o estudo:






terça-feira, 26 de novembro de 2019

Treino Muscular Inspiratório na unidade de terapia intensiva

Já é sabido e notório que o uso da ventilação mecânica prolongada causa uma fraqueza muscular, principalmente dos músculos respiratórios. 
Estudo publicado em Setembro de 2017, realizado pela equipe de Fisioterapia da Unicamp,  nos mostra que os pacientes que realizaram o treino muscular inspiratório  melhoraram sua pressão inspiratória máxima (Pimax), diminuindo o tempo de desmame, sendo um procedimento confiável e seguro, inclusive em pacientes mais graves.
Esse estudo nos prova que o treino muscular inspiratório, mais que adequado, se torna necessário ao paciente dentro das unidades de terapia intensiva, diminuindo a incidência de pneumonia, infecções, mortalidade e redução de custos relacionados a hospitalização.
Leia o artigo na íntegra:







terça-feira, 15 de outubro de 2019

PRÊMIO NOBEL DE MEDICINA 2019

Os pesquisadores William Kaelin, Gregg Semenza e Peter Ratcliffe venceram o Prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina de 2019 por uma grande descoberta: As células são capazes de sentir e se adaptar a disponibilidade de oxigênio.

Quais são os benefícios para a medicina dessa descoberta?

Bom, já é entendido e sabido que o oxigênio é necessário para a vida animal e para obtermos energia.
O que os pesquisadores descobriram é que as células são capazes de sentir e se adaptar as mudanças de acordo com a disponibilidade de oxigênio.

Através do estudo, eles identificaram que as células percebem quando os níveis de oxigênio estão caindo e se adaptam a essa realidade. Exemplo: quando há mudanças de altitude e ocorre a diminuição de oferta de oxigênio no ambiente e em casos de doenças como anemia, câncer, infecções. Essas alterações refletem no metabolismo das células, os tecidos se remodelam e ocorrem mudanças no organismo como aumento do batimento cardíaco e liberação de  um importante hormônio corporal, a Eritropoetina liberada pelos rins, que estimulam a medula sanguínea a produzir mais glóbulos vermelhos, estimulando assim a liberação de oxigênio. Os pesquisadores concluíram que não só os rins são capazes de liberar esse hormônio e sim vários outros tecidos.

O impacto mais significante foi em relação ao câncer: eles concluíram
que esse processo celular adaptativo faz com que as células tumorais cresçam pois há o estímulo de formação de vasos sanguíneos aumentando a proliferação de tumores.

Essa descoberta se torna importante também para atletas e praticantes de atividade física: já é de conhecimento de todos que o treinamento em  altas altitudes favorecem um aumento da produção de glóbulos vermelhos, melhorando o transporte de oxigênio para os músculos. Ganhamos com isso a informação que todos os tecidos possuem essa capacidade de adaptação tornando esse treinamento comprovadamente eficaz para melhora de performance.

A cerimônia oficial com os vencedores ocorre no dia 10 de dezembro e os três cientistas dividirão o prêmio de aproximadamente R$ 3,7 milhões.






quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Primavera: cuidado com o tempo seco!


Você sabia que com a chegada da primavera aumentam os riscos de doenças respiratórias?

A estação mais florida do ano traz consigo um tempo seco e úmido! Por conta desses fatores as partículas de ácaro, poeira, vírus ficam mais tempo suspensos no ar, aumentando os riscos de doenças alérgicas e virais.
De acordo com a Academia Americana de Alergia e Imunologia 1/3 da população mundial sofre com problemas respiratórios, o que representa 2 bilhões de pessoas.

Como podemos nos proteger?

  • Lavar bem as mãos;
  • Se hidratar;
  • Umidificar o ar;
  • Evitar objetos que acumulem pó como bichos de pelúcia, cortinas, tapetes, etc;
  • Não fumar e evitar locais fechados aonde há fumantes.
  
Uma das principais formas de se prevenir é fortalecendo seu músculo respiratório!!

Estudos comprovam que treinando seu músculo inspiratório há benefícios em todo corpo, tais como: melhora de trocas gasosas no pulmão, prevenção de doenças respiratórias, melhora do condicionamento físico geral e melhora na qualidade de vida!


Vamos treinar?











terça-feira, 1 de outubro de 2019

Treino Muscular Inspiratório na Bronquiectasia

A bronquiectasia é uma doença pulmonar crônica que causa uma dilatação permanente nos brônquios, tendo como sintoma tosse, secreção excessiva, falta de ar, fadiga entre outros sintomas.
O músculo respiratório também é afetado prejudicando a eficácia da tosse e piorando os sintomas.
Você sabia que o Treino Muscular Inspiratório pode ajudar?
Estudo recente publicado no Journal  of the Asian Pacific Society of Respirology teve como resultado uma melhora de capacidade de exercício, melhora de força muscular respiratória e melhora na qualidade vida!

Veja o estudo!








Pilates e Treino Muscular Inspiratório

O método Pilates surgiu por volta 1914 e foi desenvolvido pelo Alemão Joseph Pilates, que na infância sofria de asma, raquitismo e febre re...